2018-09-13

Uma herança que nos persegue

A Sucessão, finalista do Prémio Goncourt, é o romance mais recente de Jean-Paul Dubois

Partilhar:

A 20 de setembro a Sextante publica o novo romance de Jean-Paul Dubois, A Sucessão, que marca a sua estreia no catálogo da editora.

Com um misto de melancolia, esperança e ironia, este livro tem como ponto de partida o suicídio do pai do protagonista, que deixa na sua herança o gabinete médico onde praticou secretamente a eutanásia. No entanto, Jean-Paul Dubois não pretende aqui falar sobre a morte, mas antes sobre a busca da felicidade em vida, e por isso, mais que uma herança, esta «sucessão» refere-se à sequência de acontecimentos da vida que muitas vezes têm uma trajetória mais difícil de acompanhar que a de uma bola num jogo de cesta punta.

SINOPSE

Paul Katrakilis vive em Miami há alguns anos. Nunca conheceu tamanha felicidade. Ainda assim, sempre se sentiu deslocado do mundo que o rodeia. Nem a cesta punta, o desporto cuja beleza o entusiasma e que pratica como profissional, depois de abandonar uma carreira como médico, consegue libertá-lo do peso que carrega sobre os ombros. Quando o consulado de França o chama para lhe comunicar a morte do pai, decide-se por fim a enfrentar a memória de uma família que tentou em vão deixar para trás. Porque os Katrakilis são tudo menos banais: o avô, Spyridon, ex-médico de Stálin, fugiu da URSS com uma lamela do cérebro do ditador; o pai, Adrian, médico também, sempre foi um homem estranho, aparentemente insensível; a mãe, Anna, e o seu irmão Jules, tio de Paul, descendiam de prestigiados relojoeiros e viveram sempre juntos na grande mansão familiar. É toda uma dinastia que, de uma maneira ou de outra, sempre pareceu condenada à extinção. Paul tem agora de voltar a França para tratar da casa. Quando lhe caem nas mãos dois cadernos negros que pertenceram ao pai, percebe enfim que sentido dar à sua herança. A Sucessão é uma história comovente, em que a tristeza da perda e a evocação nostálgica da felicidade se entrelaçam na perfeição.

O AUTOR

Jean-Paul Dubois nasceu em Toulouse em 1950. Escritor e jornalista, publicou numerosos romances várias vezes premiados, entre eles Une vie française (2004, Prémio Femina e Prémio FNAC de Romance) e Le cas Sneijder (2011, Prémio Alexandre Vialatte 2012).

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK