2017-06-07

O surreal, o cruel, o hipnotizante, o humor em 50 histórias de Etgar Keret

O motorista de autocarro que queria ser Deus e outras histórias é um dos grandes êxitos do autor

Partilhar:

Depois de Sete anos bons, a Sextante publica a 8 de junho O motorista de autocarro que queria ser Deus e outras histórias, um dos grandes êxitos do escritor contemporâneo israelita Etgar Keret, traduzido diretamente do hebraico. Escrita numa linguagem viva e coloquial, esta é uma antologia de histórias curtas onde o fantástico invade a realidade, misturando-se nela e conferindo a cada episódio um misto de humor e violência surrealizantes. As crises pessoais, os dramas quotidianos e a miséria humana são assim ilustrados em micro-contos de terror, por vezes macabro, não sendo no entanto mais assustadores do que o próprio real que representam. Numa mescla de horror real e horror absurdo, e com o seu inesgotável sentido de humor característico, Etgar Keret apresenta-nos anjos incompetentes, mágicos azarados, homens peludos que são excluídos da sociedade, entre muitas outras histórias incríveis.



O AUTOR

Nascido em 1967 em Telavive, Etgar Keret é um dos mais populares escritores israelitas contemporâneos e as suas obras estão traduzidas em mais de 25 línguas. Sete anos bons foi galardoado com o Prémio PEN inglês e com o Prémio Charles Bronfman 2016.

Sobre o livro O israelita Etgar Keret é uma pérola na ficção contemporânea: ninguém se salva nos seus contos. O Motorista de Autocarro Que Queria Ser Deus (Sextante) é um conjunto maravilhoso de contos.
Francisco José Viegas

Divertido, sombrio e pungente.
Jonathan Safran Foer

Etgar Keret é um génio.
The New York Times


Etgar Keret trata a realidade por tu, descrevendo-a como quem luta para a conhecer. Mesmo quando o filme é demasiado horrível porque real.
Hugo Pinto dos Santos, Público (sobre Sete anos bons)

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK