Os Timorenses (1973-1980)

Formatos disponíveis
19,90€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
19,90€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Este romance é um extraordinário documento sobre um processo histórico único no mundo, uma das mais solitárias lutas de libertação nacional. Em Timor-Leste, a FRETILIN travou contra o invasor indonésio uma guerra de independência que se estendeu por metade de uma ilha, isolada do resto do mundo e sem qualquer espécie de retaguarda onde os resistentes pudessem refugiar-se ou abastecer-se.
Na terra invadida, a pátria estava na presença social, física e sentimental dos guerrilheiros, liderados por Nicolau Lobato. Os homens e as mulheres das FRETILIN eram de coração poderoso e os seus olhos pareciam olhar para o fundo do futuro. Eram homens e mulheres que permaneciam livres, mesmo na prisão, e que, mesmo nus, morriam de pé. O testemunho dos sobreviventes desta etapa, que vai de 1973 a 1980, repõe a memória concreta dos episódios então vividos pela nação timorense.
Até à restauração da independência de Timor-Leste, a 20 de maio de 2002, a morte é a paisagem que tudo parece absorver. O que impressionou vivamente Joana Ruas foi essa experiência, ao mesmo tempo religiosa e laica, que, usando o cimento do sonho de liberdade coletiva, da fé e da força da linguagem, venceu a angústia da morte e a certeza da destruição.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Os Timorenses (1973-1980)
ISBN: 978-989-676-139-4
Edição/reimpressão: 09-2015
Editor: Sextante Editora (chancela)
Código: 07204
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 40 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 616
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Livros > Literatura > Romance

sobre Joana Ruas

Joana Ruas nasceu na Quinta do Pinheiro em Freches, no distrito da Guarda. Trabalhou como jornalista cultural e tradutora na Radiodifusão Portuguesa e no jornal Nô Pintcha da República da Guiné-Bissau. Participou na causa da Libertação do Povo de Timor-Leste, tendo feito várias conferências sobre a Língua Portuguesa em Timor-Leste, sua história e cultura. Entre poesia dispersa e ensaios é autora dos romances, Corpo colonial, O claro vento do mar e A pele dos séculos. Participou na IV Feira do Livro de Díli onde apresentou o romance A batalha das lágrimas e o livro de contos Crónicas timorenses respetivamente o 1.º e o 2.º volume da tetralogia A pedra e a folha sobre cem anos de Resistência Timorense.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK