O Nicho da Vergonha (eBook)

avaliação dos leitores (2 comentários)
(2 comentários)
Formatos disponíveis
12,99€ I
-10%
COMPRAR
-10%
12,99€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Disponibilidade Imediata

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Ismail Kadaré nunca desilude
Ana Carvalho | 2021-02-13
Descobri este autor há uns anos e desde então não desisto dele. Como filho da Albânia, não lhe pode faltar o tom mordaz e denunciador das injustiças sofridas e causadas a si mesmo pelo povo albanês. Tem um sentido crítico apurado, e escreve de forma dura, mas simultâneamente delicada. Denuncia, expõe e relembra as regras para que a História não se repita. É um escritor político, mas que incute romance na narrativa, chegando a um público mais abrangente. Em o Nicho da Vergonha rumamos ao Império Otomano e ninguém é poupado do seu olhar justiceiro, onde nunca falta a esperança da liberdade. Aconselho.
Uma joia de livro
Marilia Correia De Barros | 2021-02-04
Nunca tinha lido até ao momento este autor, Ismael Kadaré, mas fiquei fã da sua escrita e deste tema que nos mostra e relata ao pormenor o que foi o Império Otomano. Ainda não consegui ler o livro até ao fim, vou a meio, mas o que li até ao momento descreve de forma extraordinária um facto da história que desconhecia: o Império Otomano e os seus horrores.

DETALHES DO PRODUTO

O Nicho da Vergonha (eBook)
ISBN: 978-989-676-236-0
Edição/reimpressão: 11-2018
Editor: Sextante Editora (chancela)
Código: 67720
Idioma: Português
Páginas: 200
Tipo de Produto: eBook
Classificação Temática: eBooks > eBooks em Português > Literatura > Romance
Ismaïl Kadaré nasceu em 1936, em Gjirokastra, no Sul da Albânia. Estudou em Tirana e em Moscovo no Instituto Gorky. Após a ruptura do seu país com a União Soviética, em 1960, iniciou uma actividade jornalística e publicou os seus primeiros poemas. Entre 1970 e 1982 foi deputado da Assembleia Popular de Tirana, tendo em Outubro de 1990 obtido asilo político em França. É o mais conhecido escritor albanês e as suas obras estão traduzidas em diversas línguas. De entre as seus livros mais importantes, destacam-se, os romances: O General do Exército Morto (1963), Crónica da Cidade de Pedra (1971), Os Tambores da Chuva (1972), O Concerto (1988), e já editados pelas Publicações Dom Quixote, Abril Despedaçado (1978), adaptado ao cinema pelo realizador brasileiro Walter Salles, autor do filme Central do Brazil, O Palácio dos Sonhos (1981), A Pirâmide (1992), e selecção de textos Três Contos Fúnebres pelo Kosovo (1998). Em Junho de 2005, Kadaré foi galardoado com o primeiro Man Booker International Prize pela sua carreira literária.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK