O Arquipélago do Cão

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponíveis
16,60€ I
-10%
24H
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
16,60€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Em stock - Envio 24H

SINOPSE

«A história que ides ler é tão real como vós o sois. Passa-se aqui, tal como teria podido desenrolar-se ali. Seria demasiado cómodo pensar que aconteceu noutro lugar. Os nomes dos seres que a povoam pouco importam. Poderiam ser alterados. Pôr os vossos no lugar deles. Assemelhais-vos tanto, procedendo do mesmo molde inalterável. Estou certo de que, mais cedo ou mais tarde, fareis a vós próprios uma pergunta legítima: terá ele sido testemunha do que nos conta? A minha resposta é: sim, fui testemunha disso. Tal como vós o fostes, mas não quisestes ver.»
Três cadáveres de homens negros dão à praia, numa pequena ilha perdida do arquipélago do Cão. Dominados pela força divina do vulcão Brau, as gentes do Cão vivem da pesca, da agricultura, da vinha. Todos se conhecem. Que fazer com aqueles corpos? Philippe Claudel, com mão de mestre, escreve uma história notável, uma negra parábola sobre o cinismo, a indiferença e a apatia moral que invade o nosso tempo, tendo como pano de fundo a tragédia das migrações mediterrâneas de hoje.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Mordedura contínua
Fábio Lavos Martins | 2020-01-09
Há escritores que têm este efeito em mim - uma vontade imparável de ler cada palavra de cada texto. Claudel não trará, parece-me, qualquer horizonte novo aos livros, não revolucionara nenhum pensamento, nem ousará tentar uma nova forma de construir. Mas conta uma estória como muito poucos. E esse é um dos apelos primordiais da leitura. Passe o eventual pouco cabimento, sinto o como sinto Steinbeck. Neste livro mantém a melancolia (que me cativa) extrema, a decepção e a resignada constatação da indiferença humana. Constrói nos uma ilha para o efeito, e faz - nos sentir, a cada um, uma outra. Indiferentes a tudo o que se passa longe, em fuga de tudo o que se aproxima e nos envergonha. Somos isto e somos disto. Não adianta fingir. Gostei muito

DETALHES DO PRODUTO

O Arquipélago do Cão
ISBN: 978-989-676-237-7
Edição/reimpressão: 03-2019
Editor: Sextante Editora (chancela)
Código: 07184
Idioma: Português
Dimensões: 137 x 215 x 15 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 184
Tipo de Produto: Livro
Escritor e argumentista, Philippe Claudel nasceu em Nancy, França, em 1962, e estreou-se na realização em 2008, com Il ya longtemps que je t’aime. A sua vasta obra foi também distinguida com inúmeros galardões e traduzida para cerca de trinta línguas. Destaca-se, para além de O Barulho das Chaves, Almas Cinzentas, vencedor do Prémio Renadout em 2003 e adaptado ao cinema, e A Neta do Senhor Linh, que está a ser adaptado ao cinema.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK