A investigação

A investigação

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponíveis
15,50€ I
12,40€ I
-20%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,50€ I
12,40€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I Em stock - Envio 24H
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

«Não é olhando que descobrirás.» Como pôde o Investigador adivinhar? Como pôde saber que esta investigação de rotina seria a última da sua vida?
Encarregado de descobrir as causas de uma onda de suicídios numa grande empresa, o Investigador sucumbe gradualmente à ansiedade. O hotel onde se instala é abrigo não só de turistas, como de gente deslocada e estranha. Na empresa onde investiga, ninguém o apoia e o clima é hostil. Terá caído numa armadilha, será vítima de um pesadelo demasiado real? Não consegue comer, beber ou dormir, e as suas perguntas só dão origem a mais perguntas. À medida que faz algumas descobertas, interroga-se se não se tornará ele na nova presa a ser esmagada por aquela máquina infernal. E começa a compreender a nossa impotência face a um mundo que nós próprios construímos e que conduz à nossa destruição.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Na tradição de Kafka e Huxley, um livro simplesmente brilhante
VS | 2015-01-02
Na tradição de Kafka e Huxley, este é um livro claustrofóbico e perturbador no sentido da inquietação do ser e do vazio. Carregado de subtilezas, Philippe Claudel conduz de forma magistral uma narrativa enigmática e reverberante, uma viagem de silêncios e perplexidades ao que de mais perverso os seres humanos podem esconder. Simplesmente brilhante.

DETALHES DO PRODUTO

A investigação
ISBN: 978-989-676-158-5
Edição/reimpressão: 04-2012
Editor: Sextante Editora (chancela)
Código: 07192
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 236 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 184
Tipo de Produto: Livro
Escritor e argumentista, Philippe Claudel nasceu em Nancy, França, em 1962, e estreou-se na realização em 2008, com Il ya longtemps que je t’aime. A sua vasta obra foi também distinguida com inúmeros galardões e traduzida para cerca de trinta línguas. Destaca-se, para além de O Barulho das Chaves, Almas Cinzentas, vencedor do Prémio Renadout em 2003 e adaptado ao cinema, e A Neta do Senhor Linh, que está a ser adaptado ao cinema.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK