Ficha do produto
O segredo da modelo perdida
Código: 07209
Última edição: dezembro de 2016
N.º de páginas: 280
Editor: Sextante Editora (chancela)
ISBN: 978-989-676-172-1
Em stock - Envio imediato
PÁGINAS
 

Sobre o livro

Sinopse
O famoso protagonista, cabeleireiro e investigador dos romances O mistério da cripta assombrada, O labirinto das azeitonas, A aventura do tocador de senhoras e O enredo da bolsa ou da vida - este publicado também pela Sextante - regressa agora recordando um caso encerrado nos anos oitenta, e tenta resolvê-lo vinte anos mais tarde.
«Um incidente trivial trouxe-me recordações e fez-me viajar ao passado. Há alguns anos vi-me envolvido num assunto desagradável. Assassinaram uma modelo e culparam-me a mim. Agora tudo isso são águas passadas, mas um impulso levou-me a resolver, por fim, esse caso obscuro. Muita coisa mudou. A cidade, mais que tudo. Naquela época Barcelona era uma porcaria. Hoje é a cidade mais admirada. Quem havia de dizer! O presente nada tem que ver com o passado. Ou tem?»

Os manejos dos poderosos postos a nu para resolver o mistério são pretexto para revelar também a evolução de uma cidade, Barcelona, nas mãos de uma administração gananciosa.

Mestre da sátira e do absurdo, Eduardo Mendoza desenrola uma panóplia de personagens tão excêntricas como tragicómicas ao serviço de uma trama em que nada é o que aparenta.

O segredo da modelo perdida de Eduardo Mendoza

Críticas de imprensa
O ritmo alucinante da prosa e a intensa loquacidade das personagens (muitas das quais não estranharíamos ver num filme de Almodóvar) podem sugerir uma ligeireza que é só aparente. Por trás da farsa, está a realidade em todo o seu esplendor, em toda a sua miséria. E Mendoza não se coíbe de nos mostrar o estado do mundo.
José Mário Silva, Expresso (4 ****)


Em O Segredo da Modelo Perdida Mendoza, [Eduardo Mendoza] parece recorrer de maneira propositada a um registo de arcaísmo cómico que transforma o detective louco numa espécie de pícaro da antiga Espanha, um verdadeiro Lazarilho de Barcelona.
José Riço Direitinho, Público


Constantes: ritmo vertiginoso, nonsense, saltos no tempo (notórios entre a primeira e a segunda parte do livro) e uso sagaz da ironia: “Faz tonificação, jacúzi, massagem e raios UV. Mas não me parece que seja gay.” O leitor não terá dificuldade em relacionar as manobras da APALF, sociedade secreta, com as consequências da deriva independentista da Catalunha.
Eduardo Pitta, Sábado


Quem gosta de um policial segundo as normas oficiais do género está tramado com o escritor Eduardo Mendoza. O seu protagonista já vai no quinto livro e ainda não tem nome ou deixou de viver num manicómio. Ausência de referências que não impediram o último Júri do importante Prémio Cervantes de o escolher pela obra e um humor resistente.
João Céu e Silva, Diário de Notícias


Gosto de Mendoza porque me faz rir, me emociona e me faz pensar… Porque me obriga a ver a realidade de outra maneira. Porque não há nele qualquer resquício de presunção ou de solenidade.
Javier Cercas


Um autor insubstituível que, qual generoso alquimista, transforma o seu prazer de narrador numa festa para o leitor.
Llàtzer Moix


Gosto de Mendoza porque nunca falha nos problemas essenciais do ofício: clareza, vivacidade, intencionalidade, humor e sentido comum literário.
Juan Marsé


Mendoza demonstra que a combinação de uma tonalidade cómica com uma seriedade total nos objetivos resulta eficaz.
The Times Literary Suplement


Mendoza é quem melhor segue Cervantes no sentido paródico.
José María Pozuelo Yvancos, ABCD las Artes y Letras


Escritores como Mendoza podem fazer o leitor amar uma cidade e desejar sentir-se parte dela.
Reyes Monforte, La Razón

Detalhes do produto


O segredo da modelo perdida de Eduardo Mendoza

Ano de edição ou reimpressão: 2016

Editor: Sextante Editora (chancela)

Idioma: Português

Dimensões: 152 x 235 x 18 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 280

Classificação: Romance

 

Outros livros

Bibliografia

2017  Sextante Editora (chancela)
2016  Sextante Editora (chancela)
2016  Sextante Editora (chancela)
2013  Sextante Editora (chancela)
2011  Sextante Editora (chancela)
2011  Sextante Editora
2010  Sextante Editora
PRÉMIO CERVANTES 2016

Eduardo Mendoza nasceu em Barcelona, em 1943. Autor de uma vasta obra, iniciada em 1975 com A Verdade Sobre o Caso Savolta (que imediatamente obteve o Prémio da Crítica e se transformou numa obra "fundadora" da nova literatura espanhola), é hoje um dos vultos cimeiros do panorama literário europeu. Os seus livros foram repetidamente galardoados, quer em Espanha, quer no estrangeiro, e têm sido frequentemente adaptados ao cinema. Em 2016, venceu o Prémio Cervantes, o mais importante galardão de literatura de língua (...)